Categorias
Curiosidades

Benefícios do tomate para a saúde

Conheça os benefícios do tomate para a saúde, são inúmeros. Apesar de, quase sempre, ser consumido e preparado como sendo um legume, pertence à categoria das frutas…

O tomate é uma fruta que, ao contrário da maior parte das frutas, é consumida como se fosse um hortícola, seja como acompanhamento ou como ingrediente de inúmeras receitas salgadas, o seu sabor e o facto de não ser doce são os principais motivos para que tal aconteça.

Quando descrevemos um tomate, temos a tendência para dizer que a sua cor é vermelha, quando maduro. Porém, ele pode ter outras tonalidades, como amarelo, cor de laranja, verde ou mesmo roxo. Tudo depende da sua variedade. Tal como a sua forma e tamanho.

Tomate chucha, tomate cereja, tomate maçã ou coração de boi, são algumas das variedades deste fruto. Incluí-lo na alimentação traz várias mais-valias para a saúde, uma vez que os benefícios do tomate são vários no organismo.

Benefícios do tomate

Independentemente à qual pertence, fique a conhecer os benefícios do tomate e porque deve integrá-lo na sua alimentação.

– Protege o coração: Por ser rico em licopeno, um pigmento que atua como antioxidante para proteger as células, o consumo de tomate pode ajudar a diminuir a pressão sanguínea, o colesterol e os níveis de stress oxidativo, assim como a reduzir o risco de se sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

– Contribui para o correto funcionamento do intestino: O tomate reúne várias características que o tornam um excelente aliado do trânsito intestinal. Além de conter uma quantidade significativa de fibra alimentar, também é muito rico em água. Além disso, as suas sementes também têm algum potencial laxante. Somando todas as variáveis, o consumo de tomate ajuda a acelerar o trânsito intestinal.

– É um aliado da saúde óssea: Por ser rico em cálcio, outro dos benefícios do tomate é proteger os ossos, bem como os dentes. Além deste nutriente, contém também vitamina K, conhecida pelo seu desempenho na prevenção da osteoporose e osteopenia.

– Ajuda a prevenir alguns tipos de cancro: Os altos níveis de licopeno e de vitaminas do complexo A e C presentes no tomate podem ajudar a reduzir o risco de cancro da próstata, colorretal e do estômago. Num estudo realizado em mulheres, concluiu-se que um nível elevado de carotenoides (substância presente em grandes quantidades no tomate) pode ajudar a proteger contra o cancro da mama.

– Amigo dos olhos e do cabelo: Além de conter vitamina A, da composição deste fruto faz também parte o betacaroteno e o alfa caroteno, nutrientes que o corpo converte em vitamina A. Assim, ao conter grandes quantidades desta vitamina, outro dos benefícios do tomate para a saúde é a promoção de uma visão, pele e de um cabelo saudáveis.

– Ajuda a manter baixos os níveis de açúcar no sangue: O tomate contém muito poucos hidratos de carbono. Além disso, é uma boa fonte de fibra alimentar. Como consequência o consumo de tomate contribui para diminuir o índice glicémico da refeição, ou seja, evita o aparecimento de picos de açúcar no sangue. Devido a isso, é uma boa opção alimentar para diabéticos (e não diabéticos também, obviamente!).

– Repara os danos causados pelo tabaco: Um estudo concluiu que vegetais e frutos, em particular os tomates e as maçãs, podem ajudar a diminuir o declínio da função pulmonar de um ex-fumador, num período de 10 anos.

Informação Nutricional

Do ponto de vista nutricional, é um alimento pouco calórico (apenas 23kcal por 100g), mas que contém uma quantidade significativa de vitamina C, B6, A e E, bem como ferro. Além disso, é rico em antioxidantes, com especial destaque para o licopeno.

A tabela a seguir traz a informação nutricional de 100 g de tomate cru:

Composição nutricionalValor
Calorias23 kcal
Carboidrato5,1 g
Proteína0,8 g
Gorduras totais0,3 g
Sódio5 mg
Fibra alimentar2,3 g
Vitamina A1131 UI
Cálcio7,32 mg
Ferro0,49 mg

Como consumir

Versátil por natureza, o tomate pode ser consumido tanto cru, como cozinhado ou ainda seco. Assim, para obter todos os benefícios do tomate não é preciso consumi-lo sempre da mesma forma, podendo variá-la. Experimente utilizá-lo:

– como molho
– em saladas
– em sopas
– em doces/compotas caseiros
– recheado (com queijo ou carne picada)
– em sumo.

Sempre que possível a pele deve ser mantida, pois apresenta uma elevada riqueza nutricional, o mesmo acontecendo com as sementes. O tomate também pode ser seco, e posteriormente utilizado em diversas receitas, mas neste caso o sabor e a textura são marcadamente diferentes do tomate fresco.

Por último, é importante destacar que vários dos compostos bioativos do tomate parecem tornar-se mais bio disponíveis quando este é cozinhado, nomeadamente o licopeno, a luteína e a zeaxantina. Por outro lado, durante a confeção do tomate há outros nutrientes que tendem a ser destruídos, como a vitamina C, por exemplo. Portanto, o ideal é consumir regularmente tomate, mas variar a forma de consumo (cru e cozinhado).

Gostou? Faça gosto, comente e partilhe com os seus amigos a nossa página!