Categorias
Curiosidades

Alimentos que interferem com a boa saúde dos intestinos

Alguns alimentos conseguem aumentar a vontade de ir à casa de banho porque interferem com a boa saúde dos intestinos. Conheça quais são…

Quando o assunto diz respeito às fezes e à capacidade de defecar, não há conversa que não dê em fibra. A fibra alimentar é um dos melhores nutrientes para o trânsito intestinal, contudo, as vontades repentinas de ir à casa de banho são provocadas por outros tipos de alimentos.

Como explica o “Buena Vida” do jornal As, os alimentos com alto poder inflamatório são os que mais aumentam a vontade de ir à casa de banho, uma vez que estão na origem de possíveis diarreias ou cólicas. Porém, o efeito contrário também acontece e a escolha menos acertada dos alimentos podem ainda provocar prisão de ventre.

A comida rápida e chamada de ‘plástico’ tem um efeito muito negativo no organismo, deixando-o em choque e com dificuldade em agir contra os agentes que o agridem. O resultado é um processo digestivo mais lento e uma inflamação intestinal, algo que acontece também quando se ingere trigo, centeio e cevada e se tem algum tipo de sensibilidade/intolerância ao glúten, conjunto de proteínas presente nestes três cereais.

Para os mais sensíveis ou intolerantes, o leite pode ser um grande impulsionador de diarreia. Também as bebidas alcoólicas, quando ingeridas em excesso, podem provocar danos a nível intestinal, causando uma diarreia leve.

O café, especialmente quando ingerido em excesso ou em jejum, também pode ter danos nos intestinos e causar diarreia, uma condição a que as pessoas devem dar atenção pois pode provocar desidratação.

Por terem um efeito laxante, os rebuçados e pastilhas elásticas sem açúcar também podem estar na origem de diarreia e cólicas, assim como os alimentos picantes, que, embora façam bem, não são aconselhados a quem tem estômagos sensíveis.

Para quem pretende lutar contra a prisão de ventre, estes são os melhores laxantes naturais.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *