Categorias
Curiosidades

Alimentos prebióticos: o que são e para que servem

Mas o que seriam os alimentos prebióticos? Entenda melhor quem são eles e como seu consumo – aliado aos probióticos – pode fazer a diferença para sua saúde!

É provável que já tenha ouvido falar deste nomes, no universo da alimentação saudável tem cada vez mais falado sobre a importância os prebióticos e probióticos na nossa saúde.

PROBIÓTICOS: alimentos ricos em bactérias saudáveis e essenciais para o funcionamento do nosso trato gastrointestinal, garantindo melhor absorção dos nutrientes, fortalecimento do sistema imunológico e regulação do trânsito intestinal.

O que são alimentos prebióticos?

De acordo com a definição dada pelas Farmácias Portuguesas, os prebióticos são: “hidratos de carbono não digeríveis (fibra), que estimulam o crescimento e atividade das bactérias probióticas, servindo de alimento para estas”.

Ou seja, são substâncias presentes na nossa dieta que modificam a nossa microbiota, aumentando as bactérias benéficas e diminuindo as nocivas. A sua ingestão traz múltiplos benefícios para a saúde, estimulando a flora bacteriana, que favorece a saúde intestinal; contribuindo para a redução do risco de doenças cardiovasculares e diabéticas já que regulam os níveis de colesterol e triglicéridos; e ajudam a evitar o inchaço abdominal.

Onde encontrar os prebióticos?

Os prebióticos são encontrados em alimentos de origem vegetal e nas cascas desses alimentos, como: alcachofras, mel, alho-francês, cebolas, alho, bananas, trigo, aveia, cevada, etc. Além de serem encontrados em suplementos, como bolachas, cereais, chocolate, produtos lácteos, entre outros.

De maneira geral, essas fibras alimentares específicas são conhecidas como inulina, os fruto-oligossacáridos, galacto-oligossacáridos e lactulose, e por isso você pode ouvir falar nesses nomes quando o assunto é prebiótico.